Preços do petróleo caem, apesar de possível prolongamento de acordo da Opep

Os contratos futuros dos barris de petróleo negociados em Londres e Nova York operam em baixa nesta quarta-feira (12), mesmo com o otimismo do mercado de que o acordo negociado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para cortar a produção possa ser estendido.

A recuperação em curso da produção de xisto nos EUA ameaça afetar os esforços de outros importantes produtores para reduzir o excesso, o que vem afetando os preços da commodity.

Investidores de petróleo aguardam os números oficiais dos EUA sobre produção e estoques que serão divulgados pela Administração de Informação de Energia (EIA, na sigla em inglês) ainda nesta quarta.

Às 11h32 (de Brasília), o petróleo WTI para maio, contrato mais líquido, caía 0,09%, a US$ 53,35 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex). No mesmo horário, o Brent para junho também registrava queda de 0,12%, a US$ 56,16 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).