Estrangeiros poderão comprar 100% de aéreas nacionais

Agora, empresas estrangeiras podem deter até 20% de uma companhia

O Ministério do Turismo anunciou nesta terça-feira (11) que as companhias aéreas nacionais poderão abrir 100% seu capital ao investimento externo. Atualmente, as empresas estrangeiras só podem participar em até 20% de uma companhia brasileira. 

A nova permissão se dará através de uma mudança do Código Brasileiro de Aeronáutica, que deverá ser feita por uma medida provisória que será assinada ainda nesta terça pelo presidente Michel Temer. 

Em comunicado divulgado pelo Ministério, "para atender a demanda de um país com dimensões continentais e dinamizar o setor aéreo, o governo adotará medidas que permitirão a abertura do capital de companhias aéreas nacionais a entrada de empresas 100% estrangeiras no Brasil". 

"O objetivo é aumentar a competitividade, o número de voos e de turistas viajando dentro do país, além de ampliar a malha aérea regional para possibilitar o deslocamento de mais visitantes nacionais e internacionais", explica a nota.    

De acordo com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, as companhias estrangeiras que já fazem voos para cidades brasileiras poderão realizar outros trechos internos, o que aumentará a quantidade de voos oferecida aos brasileiros além de incentivar turistas estrangeiros a viajaram para lugares que não sejam apenas São Paulo e Rio de Janeiro.