Bolsas da Ásia mostram recuperação e fecham em alta

As principais bolsas do sudeste asiático encerraram o pregão em alta nesta quarta-feira (8), apresentando recuperação ao fim dos negócios, após uma sessão na qual foram pressionadas em meio à fraqueza dos preços do petróleo e fatores locais.

Apesar do tom positivo, ainda há preocupações com as medidas adotadas pelo presidente dos EUA, Donald Trump, e com o cenário político na Europa, onde serão realizadas eleições na França e Alemanha este ano.

Os mercados chineses, apesar de fecharem em alta, chegaram a recuar nas primeiras horas de transações, após os futuros de petróleo acumularem perdas ontem e durante esta madrugada e em reação aos últimos números sobre as reservas internacionais da China, que em janeiro recuaram para menos de US$ 3 trilhões pela primeira vez em quase seis anos.

O índice Xangai Composto teve alta de 0,44%, a 3.166,98 pontos, já o menos abrangente Shenzhen Composto subiu 0,76%, a 1.941,79 pontos. O Hang Seng avançou 0,66%, a 23.485,13 pontos, em Hong Kong. No Japão, o Nikkei avançou 0,51%, a 19.007,60 pontos.

O dia foi de perdas nas outras bolsas da região. O Kospi caiu 0,49% em Seul, a 2.065,08 pontos. O Taiex caiu 0,12% em Taiwan, a 9.543,25 pontos, e o filipino PSEi teve baixa de 0,38% em Manila, a 7.234,82 pontos.