Bolsas da Ásia encerram pregão sem direção definida, de olho na China

As bolsas da Ásia encerraram o pregão sem direção definida nesta sexta-feira, com os investidores mostrando apreensão com as políticas do presidente americano, Donald Trump, com uma sinalização de aperto monetário na China. Os negócios na região também foram marcados por cautela antes da divulgação de novos números do mercado de trabalho norte-americano.

Os mercados da China reiniciaram os trabalhos no campo negativo, após as festividades do ano novo lunar. O índice Xangai Composto caiu 0,60%, a 3.140,17 pontos, já o menos abrangente Shenzhen Composto caiu 0,39%, a 1.909,79 pontos.

No Japão, o Nikkei fechou perto da estabilidade, com alta marginal de 0,02%, a 18.918,20 pontos. Em outras partes do sudeste asiático, o Hang Seng recuou 0,24% em Hong Kong, a 23.129,21 pontos, já o sul-coreano Kospi registrou ligeiro avanço de 0,10% em Seul, a 2.073,16 pontos, e o Taiex avançou 0,28% em Taiwan, a 9.455,56 pontos. O filipino PSEi ficou estável, com ligeiro avanço de 0,01%, a 7.226.70 pontos.