Forbes elege as melhores classes executivas para 2017

A Forbes publicou na última quinta-feira (29) uma matéria sobre as melhores companhias aéreas com classes executivas do mundo. 

Segundo a reportagem as mudanças no cenário econômico chegaram ao mundo das viagens de negócios em 2016, à medida que as companhias aéreas avançavam para programas de fidelidade baseados em receita e aumentavam a concorrência em relação à melhor comida de bordo e produtos de primeira classe. 

Para muitos, os desenvolvimentos podem influenciar como os bilhetes são reservados em 2017. Por conta disso, acrescenta a Forbes, muitos viajantes de negócios voltaram suas atenções para a United Airlines, que no mês passado começou a liberar porções de sua nova experiência de classe empresarial chamada Polaris – que será lançada oficialmente só ano que vem.

> > Forbes The Best Airlines For Business Travelers In 2017

Uma vez que as cabines Polaris estiverem a pleno vapor, os viajantes de negócios internacionais na linha aérea podem começar a esperar assentos que se reclinam completamente, com acesso de corredor em cada assento, um projeto inovador na indústria, avalia o noticiário. 

Os benefícios de voar com o produto Polaris da United também são destacados por uma frota recém-atualizada. "O 777-300ER da United deve ser lançado em fevereiro e oferece uma experiência de classe empresarial muito melhorada", diz Zach Honig, editor-chefe do The Points Guy. "E com um total de 60 lugares sentados em cada plano, não deve ser muito difícil garantir uma atualização, pelo menos em algumas rotas menos pesadas de negócios".

No tempo de desempenho também é um fator chave. "Delta faz um trabalho incrível de não cancelar voos", diz John DiScalia, que dirige o site de viagens Johnny Jet. No ano passado, a Delta Air Lines entregou cerca de 86% de seus vôos no horário de acordo com o Bureau of Transportation Statistics. A American Airlines e a United Airlines entregaram 79% e 82% dos vôos no horário, respectivamente.

A Delta Air Lines também ganhou um amplo respeito no design da cabine, líder no setor, e uma frota relativamente bem mantida de aeronaves. No final de 2014, a companhia aérea reformou a marca em todas as suas cabines e dobrou o número de cabines premium, finaliza a Forbes.