Dólar fecha em queda e bolsa sobe

A bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em leve alta na sessão desta terça-feira (13), apesar da oscilação durante o dia. Na véspera, o índice teve recuo de mais de 2%, pressionado pelo cenário político mais conturbado, após vazamento da delação do ex-diretor da Odebrecht, Claudio Melo Filho, citando o presidente Michel Temer e políticos da base aliada.

O pregão fechou em leve alta de 0,03%, aos 59.193 pontos.

Às 10h45, o principal índice de ações da bolsa recuava 0,26%, a 59.026 pontos.

Às 16h, a bolsa tinha queda de 0,01%, aos 59.171 pontos.

Já o dólar fechou em queda, após a aprovação da proposta que estabelece um teto para o crescimento dos gastos em segundo turno pelo Senado, e com o mercado à espera do desfecho do encontro de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), na quarta-feira. Também o dólar teve oscilação durante a tarde desta terça.

O dólar fechou em queda de 0,28%, a R$ 3,3302.

Às 10h45, a moeda norte-americana tinha ligeira alta de 0,01%, a R$ 3,3401.

Às 16h07, a moeda tinha queda de 0,55%, a R$ 3,3213.