Bolsas europeias abrem em forte baixa após eleição de Trump

Mercado americano opera em alta

A eleição de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos está tendo forte impacto nos mercados de todo o mundo nesta quarta-feira (9).    

A Bolsa de Valores de Milão abriu em forte baixa de 3,47%, batendo apenas 16.230 pontos, com uma grande queda nas ações de bancos, como o MPS que caiu 11,4%.

A bolsa de Milão operava com queda de 1,88%, às 11h33.

O mesmo acontece nos mercados de Paris, com queda de 2,8%, Londres, com queda de 1,6%, e Frankfurt, com baixa de 2,9%, na abertura dos negócios. 

Às 11h28, a bolsa de Paris caía 0,87%, Londres operava em baixa de 0,05%, e Frankfurt 0,76%.

A maior baixa é sentida em Madri, com a bolsa despencando 3,82%. De acordo com analistas, a previsão é que o mercado se mantenha no vermelho durante todo o dia.

Às 11h27, a bolsa de Madri operava com queda de 2,03%.

Mesmo fechando antes do resultado eleitoral, mas com base nas projeções que já apontavam Trump como líder da Casa Branca, os mercados da Ásia também fecharam em forte queda.

O índice Nikkei, no Japão, fechou no vermelho em 5,36% -- sendo o pior número desde que os britânicos optaram por deixar a União Europeia, no dia 24 de junho. Já na China, a Bolsa de Xangai fechou em -0,7%, de Hong Kong em -2,3% e em Sidney -2,4%.

Mercado americano

Já o mercado americano demonstra crescimento desde o início do pregão. Por volta das 11h50, o Dow Jones Industrial Average (DJI) tinha alta de 0,40%, aos 18.332,74 pontos, o Nasdaq 100 (NDX) subia 0,65%, aos 4.804,92 pontos; enquanto o S&P 500 (SPX) avançava 0,38%, aos 2.139,53 pontos.

Às 14h42, o Dow Jones subia 0,76%, O Nasdaq tinha alta de 0,63% e o S&P 500 avançava 0,66%.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais