'DN': E depois do Brexit? Bolsa do Reino Unido pode afundar 80% 

"Estamos destinados a enfrentar uma recessão e um aumento da inflação" diz especialista

Matéria publicada no dia 2 de novembro pelo Diário de Notícias de Portugal observa que o mercado de ações britânico pode perder até 80% após a saída do Reino Unido da União Europeia. A previsão é de Crispin Odey, gestor de fundos de investimento, que apoiou a campanha pelo Brexit. 

A reportagem conta que em uma nota enviada aos clientes, o especialista alerta ainda para a grande probabilidade da economia britânica entrar em recessão após a Brexit.

“A incerteza manifestada pelos investidores internacionais após a Brexit resultou em um aumento do déficit da balança comercial, e o déficit orçamental vai seguir pelo mesmo caminho. Mark Carney, o Governador do Banco de Inglaterra, reagiu injetando muito dinheiro no mercado, através do Quantitative Easing”, aponta o especialista, que é um forte crítico das medidas de estímulo à economia. 

> > DN E depois do Brexit? Bolsa do Reino Unido pode afundar 80% 

“O Quantitative Easing fez com que os investidores acreditassem que só uma virada na atividade econômica poderia elevar as taxas de juros. Neste momento o que o Reino Unido promete é um aumento dos salários, um cenário de recessão, inflação e queda dos lucros. Não era isto que os investidores esperavam”, repara o especialista. 

O Diário de Notícias relata que Odey, que gere uma carteira superior a 1 bilhão de euros, responsabiliza a política monetária do Banco de Inglaterra, que mantém as taxas de juros em mínimos, pela desvalorização que a libra sofreu nos meses após a aprovação da Brexit, e, consequentemente, pelo aumento da inflação. 

“Quanto mais a libra cai, mais cara fica. Mark Carney está sob grande pressão e deveria subir as taxas de juros, mas parece que isso não vai acontecer. Estamos destinados a enfrentar uma recessão e um aumento da inflação”, sublinha o especialista. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais