'DN': Justiça inglesa decide a favor do Novo Banco contra Goldman Sachs

Ação foi iniciada em Londres em 2015 por um grupo de investidores internacionais 

Matéria publicada neste sábado (5) pelo jornal português Diário de Notícias conta que os tribunais britânicos decidiram a favor do Novo Banco na disputa contra a Goldmam Sachs por um empréstimo de 850 milhões de dólares (cerca de 763 milhões de euros) concedido pouco antes do colapso do Banco Espírito Santo.

O Diário aponta que com esta vitória na Justiça inglesa, o Novo Banco consegue que o caso seja julgado em Portugal e não é considerado responsável pelo pagamento da dívida concedida ao Banco Espírito Santo (BES) pela sociedade Oak Finance Luxembourg, um veículo de investimento do banco de investimento Goldman Sachs.

> > DN Justiça inglesa decide a favor do Novo Banco contra a Goldman Sachs

A publicação acrescenta que a decisão dos tribunais ingleses reconhece ainda os poderes do Banco de Portugal no processo de resolução do BES. Esta decisão revoga a sentença da primeira instância, de agosto de 2015, que então não deu razão Novo Banco.

A ação em Londres foi iniciada em 2015 por um grupo de investidores internacionais que 'compraram' a dívida do BES em junho de 2014 através da sociedade do Goldman Sachs, a Oak Finance, sendo que um dos investidores é um fundo de pensões da Nova Zelândia, relata o Diário de Notícias.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais