"Fundo abutre" acena com a possibilidade de investir R$ 10 bilhões na Oi

Elliott Management, dos EUA, foi o mesmo que comprou títulos da Argentina

Em meio a um processo de recuperação, a empresa de telefonia Oi está prestes a fechar uma nova sociedade. O “fundo abutre” americano Elliott Management, que pertence ao bilionário Paul Singer, acenou com a possibilidade de firmar a parceria. Inclusive, segundo fontes, os representantes do fundo já estiveram em Brasília para apresentar ao governo e aos integrantes do Conselho de Administração da Oi seus planos. Na reunião, a Elliott Management disse que pretende capitalizar a empresa brasileira de telecomunicação em até R$ 10 bilhões. A dívida da Oi gira em torno de R$ 65 bilhões. Além da nova sociedade, a tele carioca pretende realizar a venda de diversos ativos.

A Elliott Management é considerada um fundo abutre pois compra títulos de países ou empresas em situação financeira delicada visando lucros financeiros. A empresa de Paul Singer ficou conhecida após embate com a Argentina durante o processo de renegociação de dívidas do país, em 2001. O fundo comprou títulos a preços baixos após a Argentina ter anunciado o calote.

Na época, a Argentina e um grupo de credores não aceitou as reestruturações da dívida do país em 2005 e 2010. Após 15 anos de disputa legal, as partes chegaram a um acordo em fevereiro deste ano, com a Argentina pagando US$ 4,65 bilhões a um grupo de credores liderado pelo fundo Elliott Management.

Na ocasião, o chefe do Gabinete do governo argentino Jorge Capitanich afirmou que a falta de acordo abria "uma gama" de possibilidades. Ele ainda considerou que os Estados Unidos não atuavam de forma adequada diante dos pedidos dos credores e rechaçou o argumento de independência entre os poderes Executivo e Judicial do país.   

>> Argentina pode recorrer à Corte de Haia contra 'fundos abutres'

A Organização dos Estados Americanos (OEA) chegou a convocar reuniões extraordinárias do Conselho Permanente para debater o caso. O governo da Argentina chegou a dizer que daria calote se fosse obrigado a pagar o valor na íntegra. O governo de Buenos Aires considerava injusto pagar o valor total a parcela dos acionistas, já que as demais pessoas receberam valores renegociados em 2005 e 2010 -- cuja aceitação ultrapassou 93% -- até 70 % menor que o original.   

O mesmo fundo realizou uma operação semelhante nos anos 1990, no Peru.

Plano de recuperação judicial da Oi já previa a entrada de novo sócio

No início de setembro, a Oi apresentou à Justiça um plano de recuperação judicial que já contemplava a chegada de um novo sócio. Uma das propostas, além da associação, é a venda de parte de suas operações móveis no Brasil. A Oi é hoje a quarta mais empresa de telefonia móvel do Brasil, atrás de Vivo, Claro e Tim.