Barris de petróleo fecham em queda nesta quarta 

Apesar da queda no fechamento, os barris de petróleo negociados em Londres e Nova York nesta quarta-feira (5) registram alta superior a 1% durante o dia, para o maior nível desde junho, após dados da API que mostraram baixa nos estoques de crude dos EUA, contra a alta que havia sido projetada. 

O mercado está na expectativa agora pelos dados oficiais sobre as reservas, do Departamento de Energia norte-americano.

O barril do WTI negociado na bolsa de mercadorias de Nova York caiu 0,08% no pregão de hoje, fechando a US$ 49,68. Ainda assim, esse é o maior valor de fechamento da commodity desde o final de junho. Em Londres, o Brent encerrou o dia negociado a US$ 51,86, com queda de 0,17%. 

Às 9h09, o barril de Brent para dezembro negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha valorização de 1,89%, a US$ 51,83. Já o barril de WTI para entrega em novembro, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, avançava 1,85%, a US$ 49,59.

Às 10h30, o petróleo do Mar do Norte registrava acréscimo de 1,97%, a US$ 51,87; enquanto o petróleo bruto do Texas se valorizava em 2,05%, a US$ 49,69.

O petróleo avançava pela manhã com a desvalorização do dólar, o que estimula os investidores ao risco e sustenta a alta de ações e commodities. 

Na véspera, os futuros do petróleo fecharam em queda após atingir a máxima de vários meses pressionados pela alta do dólar, que compensou parte dos ganhos do acordo da Opep e dados do Irã.