Petróleo mantém valorização após acordo inesperado da Opep

Os preços do petróleo negociados em Londres e Nova York nesta segunda-feira (3) voltam a registrar valorização, como mercado animado com o acordo da semana passada entre países da Opep para cortar a produção de petróleo. Um pacto com as configurações apresentadas não era feito desde 2008.

O acordo deve limitar a produção petroleira a 32,5 milhões de barris por dia. Atualmente, a produção diária é de 33,24 milhões de barris. Os níveis concretos de produção de cada país serão decididos na próxima reunião formal do grupo, em novembro.

Às 9h01, o barril de Brent para dezembro negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha alta de 0,68%, a US$ 50,53. Já o barril de WTI para entrega em novembro, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, avançava 0,77%, a US$ 48,61.

Às 16h05, o barril de Brent avançava 1,18%, a US$ 50,78. No mesmo horário, o barril de WTI tinha alta de 0,85%, a US$ 48,65.