Bolsa registra queda e dólar firma alta com notícias do Deutsche Bank

O principal índice da bolsa brasileira passou a registrar queda mais expressiva ao longo desta sexta-feira (29), da mesma forma que o dólar firmou um movimento de alta frente ao real, com o mercado em um momento de aversão a risco em meio a dados positivos sobre a economia dos Estados Unidos. O mercado também responde a notícia de saída de parte do dinheiro alocado por alguns fundos hedge no Deutsche Bank, de acordo com a agência Bloomberg. As ações do Deutsche Bank negociadas no exterior (ADRs) têm forte recuo. 

O mercado também responde a declarações do ministro da Fazenda de Michel Temer, Henrique Meirelles, que apontou que não há o que o governo ceder na PEC dos gastos públicos, e que esta deve ser aprovado ainda neste ano.

A alta do dólar frente ao real ocorre ainda apesar do anúncio do Banco Central, visto como um tanto "nebuloso" pelo mercado, de leilão de linha com oferta também de dinheiro novo. O BC vendeu toda a oferta de 5 mil contratos de swap cambial reverso durante a manhã.

O Ibovespa recuava 0,35%, aos 59.148 pontos, às 12h09. As ações preferenciais da Petrobras e da Vale eram as mais negociadas, com queda de 0,5% e 0,1%, respectivamente. Mais tarde, às 15h43, a queda estava em 1,11%, aos 58.697 pontos, com os papéis da Vale registrando queda menos expressiva, de 0,8%; e os da Petrobras e Itaú Unibanco entre os mais negociados, com queda de 1,8% e 1,7%, respectivamente.

Às 11h59, o dólar tinha alta de 0,02%, a R$ 3,2191. Às 15h51, o avanço era de 0,84%, a R$ 3,2455.