Índices asiáticos fecham com direções diferentes

Japão e China registraram perdas, enquanto outras praças tiveram alta

Os bolsas asiáticas encerraram a sessão desta quinta-feira (7) sem direção única. Enquanto em Tóquio, Xangai e Cingapura o cenário foi de perdas, Hong Kong, Seul e Taiwan registraram alta.

O resultado nas praças do continente reflete as incertezas e instabilidade que o Brexit - a saída do Reino Unido da Grã Bretanha - ainda provoca na economia global. As expectativas de que medidas de estímulo à economia chinesas poderiam ser adotadas pelo governo acabaram ficando em segundo plano.

Durante a sessão, também repercutiu as notícias de que os bancos chineses podem atingir uma alta na inadimplência. No Japão, as ações foram pressionadas pelo iene forte.

Em Tóquio, o índice Nikkei teve perdas de 0,67%, aos 15.276 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng avançou 1,03%, aos 20.706 pontos. O SSEC, em Xangai, recuou 0,01%, aos 3.016 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 0,21%, aos 3.209 pontos. Em Seul, o Kospi avançou 1,07%, aos 1.974 pontos. O Taiex, em Taiwan, valorizou 0,76%, aos 8.640 pontos. Em Cingapura, o índice Straits Times registrou baixa de 0,09%, aos 2.862 pontos.