Bovespa opera em baixa com cenário externo no radar

Dólar registra alta em dia com intervenção do BC

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo opera em baixa nesta quarta-feira (6). A aversão ao risco no exterior e os preços das commodities pressionam a Bovespa. 

Às 10h18, o ibovespa tinha oscilação negativa de 0,79%, aos 51.434 pontos.

Às 12h19, o índice recuava 1,30%, aos 51.166 pontos.

Às 13h25, a queda era de 0,90%, aos 51.376 pontos.

Às 14h44, a baixa era de 0,62%, aos 51.519 pontos.

Às 16h13, o índice caía 0,16%, com 51.758 pontos.

Outro tema que repercute nas negociações é o anúncio da meta fiscal de 2017. O governo deve apresentar a meta ainda nesta quarta (6).

Na sessão, os papeis da Petrobras registravam queda. Os papeis ordinários, às 10h19, recuavam 1,32%, a R$ 11,19. Já os preferenciais retrocediam 1,18%, a R$ 9,18.

Dólar avança na sessão

O dólar registra alta frente ao real nesta quarta-feira (6). Na sessão, o Banco Central anunciou novo leilão de swap reverso. É o quarto dia seguido com intervenção da instituição. 

Às 10h18, a moeda tinha valorização de 0,50%, a R$ 3,3198.

Às 12h35, o dólar acelerava 0,81%, a R$ 3,3302.

Às 13h33, a alta era de 0,73%, a R$ 3,3273.

Às 14h49, a moeda avançava 0,99%, a R$ 3,3360.

Às 16h13, o dólar subia 0,83%, a R$ 3,3306.

Bolsas chinesas avançam em cenário de perdas no mercado asiático

As bolsas da China avançaram nesta quarta-feira (6) ainda que o iuan tenha tido forte desvalorização. 

De acordo com analistas, a sessão foi marcada pela preocupação de investidores com as consequências do Brexit na economia global. Durante as negociações, ativos de maior risco ficaram em segundo plano.

Em Xangai, o índice SSEC avançou 0,36%, aos 3.017 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, valorizou 0,29%, aos 3.216 pontos.

Na terceira sessão da semana, o iuan caiu para o menor nível no comparativo com o dólar desde novembro de 2010. É o quinto dia seguido de baixa.

No restante do continente, o cenário foi de perdas. Representantes do mercado indicam que as preocupações com a instabilidade política e econômica na União Europeia repercutiram nas diferentes praças.  

Em Tóquio, o índice Nikkei teve baixa de 1,85%, aos 15.378 pontos. Em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 1,23%, aos 20.495 pontos.  Em Seul, o índice Kospi teve perdas de 1,85%, aos 1.953 pontos. Em Taiwan, o índice Taiex caiu 1,61%, aos 8.575 pontos. Em Cingapura, o índice Straits Times desacelerou 0,21%, aos 2.864 pontos.