Bovespa e dólar recuam com cenário político no radar

Em sessão volátil, investidores aguardam definições no Senado Federal

Em dia instável, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encerrou em baixa nesta quarta-feira (11), em dia em que as atenções estão voltadas para a sessão do Senado Federal que vota a admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O ibovespa registrou recuo de 0,58%, aos 52.764 pontos. 

Balanços corporativos do primeiro trimestre ajudaram a pressionar o índice no pregão. As ações preferenciais do Grupo Pão de Açúcar estiveram entre as maiores perdas. Os papeis recuaram 4,65%, a R$ 47,15.

As ações do Banco do Brasil também estavam entre os piores resultados. A desvalorização era de 4,76% nos papeis ordinários, a R$ 20,43.

Na véspera, a bolsa brasileira registrou alta expressiva de 4%, aos 53.070 pontos.

Dólar registra baixa na sessão

O dólar também sofreu desvalorização frente ao real na sessão desta quarta (11). Após alta volatilidade durante o dia, a moeda dos EUA teve baixa de 0,6%, a R$ 3,4456. Representantes do mercado aguardam a definião sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff, que tem primeira votação nesta quarta-feira (11).

Após não intervir por cinco sessões seguidas, o Banco Central realizou dois leilões de até 20 mil swaps reversos. Economistas avaliam que o BC busca equilibrar a moeda norte-americana por volta dos R$ 3,50 com o objetivo de ajudar as exportações e as contas externas do Brasil.