Caixa Econômica lucra R$ 838 milhões no 1º trimestre; queda de 45,9%

A Caixa Econômica Federal registrou lucro de R$ 838 milhões no primeiro trimestre, de acordo com o balanço financeiro divulgado nesta segunda-feira (9). O montante representa queda de 45,9% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O índice de inadimplência caiu 0,04 ponto percentual e ficou em 3,51%, abaixo da média de mercado, que é de 3,55%. As despesas com provisão para crédito de liquidação duvidosa apresentaram recuo de 24,2% em 12 meses e 3,6% no comparativo ao trimestre anterior, totalizando R$ 3,8 bilhões.

As operações comerciais com pessoas físicas e jurídicas acumularam R$ 198,1 bilhões, alta de 3% em 12 meses.

Já a captação geral da instituição teve saldo de R$ 921,1 bilhões nos primeiros três meses. A alta foi de 8,2% em 12 meses. O volume é suficiente para cobrir 134,6% da carteira de crédito. Esse resultado positivo foi influenciado pelos acréscimos de 18,3% no CDB (Certificado de Depósito Bancário), 14,8% nas letras de crédito imobiliárias, 10,9% nas emissões internacionais e 14,9% em Empréstimos e Repasses. 

O número de clientes cresceu na comparação com os últimos 12 meses. Em março de 2016, o número de correntistas e e poupadores somaram 83,5 milhões, representando, assim, avanço de 4,6%. Desse total, 81,2 milhões são pessoas físicas e 2,3 milhões, pessoas jurídicas.