'The Guardian': Demanda por empréstimos do Banco Mundial se aproxima de níveis de crise

Matéria publicada nesta segunda-feira (11) pelo The Guardian, conta que a estimativa para 2016, é de que os países em desenvolvimento solicitem cerca de US$ 25 bilhões para lidar com o enfraquecimento da economia global. 

Segundo a reportagem, em reunião semestral realizada em Washington, o Banco Mundial disse que já esperava emprestar mais de US $ 150 bilhões nos quatro anos seguintes a partir de 2013, um período em que a atividade econômica global falhou várias vezes. 

O jornal inglês acrescenta que o Banco que previa crescimento de 2,9% para 2016 já olhou menos otimista depois de uma deterioração das perspectivas desde o início do ano, alertando que sua ajuda financeira deve ser maior que a prevista nos países de renda média e menos desenvolvidos.

Os países em desenvolvimento que dependem fortemente de exportações de commodities têm sido duramente atingidos nos últimos dois anos pela desaceleração na China, o que levou a uma queda no custo do petróleo e metais industriais.

"Estamos em uma economia global onde o crescimento deverá permanecer fraco, por isso é extremamente importante o Banco Mundial desempenhar o tradicional papel de ajudar os países em desenvolvimento a acelerar o crescimento", disse Jim Yong Kim, presidente do banco.

Pedidos de empréstimos caíram de US $ 44 bilhões em 2010 para US $ 15 bilhões em 2013, embora o Banco tenha informado que subiu para US $ 23,5 bilhões em 2015 e iria chegar a US $ 25 bilhões em 2016.

O Banco também oferece empréstimos concessionais para os países menos desenvolvidos através da sua Associação Internacional de Desenvolvimento, financiado por doações regulares de governos ocidentais. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais