Petróleos disparam cerca de 6% nesta sexta-feira 

Proximidade da reunião entre produtores e diminuição das reservas americanas influenciam 

Os preços dos barris de petróleo registraram forte avanço nesta sexta-feira (8) com a proximidade da reunião entre Arábia Saudita e Rússia para decidir o acordo de corte na produção, no dia 17 de abril, em Doha.

Fora isso, as reservas americanas da commodity se reduziram na semana passada em 4,9 milhões de barris, uma queda inesperada em um período no qual os analistas previam um aumento recorde.

O barril de Brent para entrega em maio fechou em forte alta de 5,88% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 41,74.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 2,32 acima do valor final da sessão da véspera, que foi de US$ 39,42.

Já o WTI disparou 6,6%, aos US$ 39,72, encerrando a semana com um aumento acumulado de 7,96%.

Ao final da sessão de hoje na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em maio subiram US$ 2,46 em relação ao fechamento da véspera. 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais