Minério de ferro tem terceira queda semanal 

Analistas discutem oferta em expansão

Essa semana o minério de ferro teve sua terceira queda de preços, pressionado por uma oferta que deverá crescer ainda mais nos próximos meses, por expectativas de uma demanda mais fraca da China, seu maior comprador.

O preço da commodity, que é matéria-prima do aço, em nove meses caiu cerca de 15 por cento ante máximas acima de 60 dólares a tonelada em meados de março, e tem sofrido para registrar ganhos no início do segundo trimestre.

Nesta sexta-feira (8), o minério de ferro para entrega à vista no porto chinês de Tianjin teve queda de 0,93 por cento, valendo 53,80 dólares a tonelada.

Nos mercados futuros, o contrato para setembro mais negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 0,1 por cento nesta sessão, para 377 iuanes a tonelada, enquanto o minério de ferro para junho na bolsa de Cingapura caiu 1 por cento, para 49,09 dólares a tonelada.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais