Petróleos têm forte queda em meio à desconfiança de investidores

Mercado segue cético quanto a um acordo para congelamento da produção 

Os preços dos barris de petróleo fecharam em forte queda nesta segunda-feira (4), devido principalmente à falta de confiança entre os investidores sobre um pacto dos principais produtores mundiais que corrija o excesso de oferta que satura o mercado há um ano e meio.

A Arábia Saudita indicou em entrevista que congelaria a sua produção apenas se o Irã e demais produtores fizessem o mesmo. O Irã, contudo, já deu sinais de que não pretende conter sua produção até retomar os patamares vistos antes das sanções internacionais -- apesar de ter sinalizado que pode comparecer à reunião em Doha no dia 17 de abril, quando os países produtores devem chegar a um consenso sobre o assunto. 

O barril de Brent para entrega em maio fechou em baixa de 2,32% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 37,79.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,90 abaixo do valor final da sessão da véspera, que foi de US$ 38,69.

Já o WTI caiu 2,96%, aos US$ 35,70.

Ao final da sessão de hoje na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em maio caíram US$ 1,09 em relação ao fechamento da véspera.