Petróleos despencam com indícios de aumento da produção mundial 

Reunião para equilíbrio da oferta ocorre dia 17 de abril no Qatar 

Os preços dos barris de petróleo registraram forte queda nesta sexta-feira (1), após a leve alta da véspera. Analistas acreditam que a produção da matéria-prima na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) tenha registrado um aumento em março, com Irã e Iraque em destaque.

Em fevereiro, os dois maiores produtores da commodity no mundo, Rússia e Arábia Saudita, entraram em acordo para equilibrar a produção, mas a decisão ainda tem que ser aprovada pela Opep, na reunião do dia 17 de abril no Qatar. O Irã confirmou presença mas deixou claro de que não pretende reduzir produção.

O barril de Brent para entrega em maio teve baixa de 2,29% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 38,69.

O petróleo do Mar do Norte terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,91 abaixo do valor final da sessão da véspera, que foi de US$ 39,60.

Já o WTI caiu ainda mais, 4,04%, aos US$ 36,79, acumulando uma queda semanal de 6,77%.

Ao final da sessão de hoje na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em maio caíram US$ 1,55 em relação ao fechamento da véspera.