Indústria impulsiona bolsas na China

Nas outras praças asiáticas, cenário foi de baixa

As ações chinesas encerraram a negociação desta sexta-feira (1) em alta, ampliando os ganhos da semana. A recuperação da atividade industrial em março, que expandiu pela primeira vez em nove meses, alavancou os papeis no pregão. 

Em Xangai, o índice SSEC avançou 0,17%, aos 3.008 pontos. O CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,12%, aos 3.221 pontos. 

A agência Standard & Poor's cortou a perspectiva de crédito soberano da China de estável para negativo, o que impediu uma alta mais expressiva no pregão.

Já os dados fracos da economia japonesa pressionaram a bolsa do país. Em Tóquio, o índice Nikkei teve desvalorização de 3,55%, aos 16.164 pontos.

Nas outras praças do continente, o cenário também foi de baixa. Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,34%, aos 20.498 pontos. O Kospi, em Seul, recuou 1,12%, aos 1.973 pontos. Em Taiwan, o Taiex teve queda de 1%, aos 8.657 pontos. O índice Straits Times, em Cingapura, registrou recuo de 0,79%, a 2.818 pontos.