Bovespa opera em alta nesta quarta-feira

Em queda, dólar se aproxima dos R$ 3,60

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo registra alta no pregão desta quarta-feira (30). O cenário político segue no radar do mercado. Para os investidores, a saída do PMDB da base governista, oficializada nesta terça (29), contribui para o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.  

Às 10h22, o ibovespa avançava 1,14%, aos 51.738 pontos. 

Às 11h48, a alta era de 1,68%, aos 52.013 pontos.

Às 13h07, o índice registrava alta de 1,83%, aos 52.089 pontos.

Às 14h33, o crescimento era de 1,40%, aos 51.871 pontos.

Às 16h10, a bolsa subia 0,57%, aos 51.446 pontos. No horário, os papéis ordinários da Petrobras, PETR3, avançavam 2,45%, a R$ 10,89, ao mesmo tempo em que os preferenciais, PETR4, tinham alta de 1,18%, a R$ 8,59. 

Na véspera, a bolsa fechou em alta de 0,62%, aos 51.154 pontos.

Dólar desvaloriza

O dólar opera em baixa nesta quarta-feira (30), influenciado por menores expectativas quanto ao aumento de juros nos Estados Unidos no curto prazo. 

Às 9h58, a moeda norte-americana recuava 0,65%, a R$ 3,6152.

Às 10h40, o dólar tinha queda de 0,73%, avaliado em R$ 3,6125.

Às 14h44, o recuo era de 0,59%, a R$ 3,6176.

Às 16h11, a moeda se desvalorizava em 0,32%, a R$ 3,6272. 

Na véspera, o dólar fechou em alta, diante do anúncio do Banco Central sobre leilão de swap cambial reverso. A moeda subiu 0,33%, vendida a R$ 3,6379.

Bolsas da Ásia são impulsionadas por decisão do Fed

As ações asiáticas fecharam em alta nesta quarta-feira (30). Os índices chineses obtiveram os melhores resultadosno período de um mês. Os ganhos ocorrem um dia após declarações da chair do Federal Reserve, Janet Yellen, que refutou o aumento da taxa de juros no curto prazo.

A presidente do banco central norte-americano resaltou a necessidade de proceder de "forma cautelosa", uma vez que a economia mundial apresenta riscos elevados. A declaração deve mexer com os mercados ao longo do dia.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng teve alta de 2,15%, aos 20.803 pontos. O índice SSEC, em Xangai, subiu 2,76%, aos 3.000 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, oscilou 2,58% para cima, aos 3.216 pontos. Em Seul, o índice Kospi teve alta de 0,36%, aos 2.002 pontos. O índice Taiex, em Taiwan, registrou valorização de 1,39%, aos 8.737 pontos. Em Cingapura, o índice Straits Times avançou 1,9%, aos 2.872 pontos.

O japonês Nikkei teve direção diferente, sofrendo desvalorização de 1,31%, aos 16.878 pontos.