Bolsa vira e passa a operar em alta nesta terça-feira

A oficialização do rompimento do PMDB com o governo anima os investidores

O Ibovespa, principal índice da bolsa de São Paulo, passou a operar em alta na tarde desta terça-feira (29), após recuar pela manhã. O mercado segue atento ao cenário político doméstico e aguarda os desdobramentos da saída do PMDB do governo, oficializada hoje. A divulgação da política monetária dos EUA, que deve ocorrer nesta terça (29), também permanece no radar dos investidores.

Às 10h10, o ibovespa tinha alta de 0,28%, aos 50.980pontos.

Às 10h40, o índice já indicava baixa. O recuo era de 0,81%, aos 50.424 pontos.

Às 12h10, o recuo era de 0,04%, aos 50.817 pontos.

Às 16h05, a bolsa já subia 1,03%, aos 51.362 pontos. 

As ações da Petrobras registram leve crescimento, em torno de 1%, enquanto as da Vale caem cerca de 0,5%.  

As ações da CSN estão entre as maiores baixas. Às 10h34, os papeis ordinários da siderúrgica sofriam desvalorização de 4,10%, a R$ 7,48.

Dólar sobe nesta terça

O dólar registra alta nas negociações desta terça-feira (29). O anúncio de que o Banco Central deve promover leilão de swap cambial reverso e a expectativa pelo discurso da presidente do Federal Reserve, sobre a política monetária dos EUA, alimentam a alta da moeda, acreditam analistas. 

Às 10h55, a moeda registrava valorização de 1,10%, a RS$ 3,6719.

Às 12h16, o dólar tinha alta de 1,01%, a R$ 3,6688.

Às 16h05, a moeda americana tinha leve avanço de 0,17%, a R$ 3,6381. 

Bolsas asiáticas fecham em baixa

O possível aumento de juros nos Estados Unidos, que deve ser anunciado às 12h30 (horário de Brasília) desta terça-feira (29) pela presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, provocou cautela e baixa no fechamento das bolsas asiáticas.

Na Bolsa de Tóquio, o índice Nikkei, que reúne as ações mais negociadas na capital japonesa, a queda moderada foi de 0,18%, a 17.103 pontos, também pressionada por ações que deixaram de pagar dividendos referentes ao ano fiscal que se encerra neste mês. Nesta segunda-feira (28), o pregão havia registrado alta de 0,77%.

Na China, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve desvalorização de 1,08%,  a 3.135 pontos; enquanto o índice SSEC, em Xangai, recuou 1,26%, a 2.920 pontos. Nesse caso, pesaram as preocupações diante do recente avanço da inflação no país, o que poderia levar Pequim a segurar o relaxamento de sua política monetária.

O índice sul-coreano Kospi, em Seul, subiu 0,62%, a 1.994 pontos, enquanto o Hang Sengm de Hong Hong, teve ligeira alta de 0,1%, a 20.366 pontos. Em Taiwan, o Taiex registrou queda de 0,8%, a 8.617,35 pontos, e o filipino PSEi teve recuo 0,82%, em Manila, a 7.274 pontos.

Na Oceania, também influenciada pelo resultado do Fed a ser anunciado, o índice S&P/ASX 200 da bolsa australiana, que reúne as empresas mais negociadas em Sidney, teve queda de 1,6%, a 5.004 pontos.