Bovespa opera em alta e dólar se desvaloriza com cenário político

O mercado financeiro reage a medidas adotadas por bancos centrais estrangeiros e também ao cenário político no Brasil. O principal índice da bolsa brasileira opera em leve alta na manhã desta sexta-feira (11), um dia após o MP-SP pedir a prisão do ex-presidente Lula.

Às 11h56, o Ibovespa tinha alta de 0,20%, aos 49.669 pontos. 

Às 13h10, o índice avançava 0,37%, aos 49.754 pontos.

Às 14h22, a valorização era de 0,27%, aos 49.704 pontos.

Às 16h10, a bolsa subia 0,71%, aos 49.922 pontos. No horário, as ações da Petrobras e da Vale avançavam, com altas de mais de 1%. 

O dólar sofria leve queda de 0,10%, a R$ 3,6176, às 12h13.

Já às 14h27, a moeda estava cotada a R$ 3,6178, com recuo de 0,09%.

Às 16h11, a queda já era de 0,40%, com cotação a R$ 3,6066. 

Bolsa da China fecha em leve alta com ação do banco central

O principal índice da bolsa da China encerrou a sexta-feira (11) em leve alta, após o PBoC (banco central chinês) responder às medidas do Banco Central Europeu, guiando o yuan ao patamar mais alto em relação ao dólar desde dezembro. O índice de Shangai subiu 0,2%, aos 2.810,31 pontos, após as duas sessões anteriores de perdas. No acumulado da semana, a bolsa acumula perda de 2,2%.

O Shenzhen Composto, praça financeira de menor abrangência na China, registrou queda de 0,2% nesta sexta, a 1.685,24 pontos, na terceira queda consecutiva.

No restante da Ásia, as bolsas registraram alta, com o principal índice de Hong Kong naliderança dos ganhos -- o Hang Seng avançou 1,08%, a 20.199,60 pontos. Em Tóquio, o Nikkei 225 avançou 0,51%, a 16.938,87 pontos. Em Seul, o Kospi subiu 0,11%, a 1.971,41 pontos.

Na véspera, o Banco Central Europeu (BCE) cortou todas as taxas de juros da região do euro e adotou novas medidas de estímulo monetário, apesar de alguns investidores terem reprovado os sinais de que não deve haver novas reduções de juros. A recuperação de commodities como o petróleo também ajudou a animar os investidores.

>> Petróleo tem alta e AIE vê 'luz no fim de longo túnel'

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais