Banco Central Europeu corta taxa de juros de referência a mínimo histórico

Índice ficou em 0,0%; aquisição de QE sobe para 80 bilhões de euros

O Banco Central Europeu (BCE) anunciou nesta quinta-feira (10), a redução da taxa de juros de referência ao mínimo histórico de 0,0,%. O índice principal já estava no menor valor da história desde setembro de 2014, quando foi reduzido para 0,05%.    

Houve ainda a redução sobre a taxa de depósitos bancários, de -0,30% para -0,40% e a taxa sobre empréstimos marginais também caiu para 0,25%. 

A medida era aguardada pelo mercado, que vê na ação como o ato de "tirar um coelho da cartola" do presidente do BCE, Mario Draghi.    

Para eles, a diminuição no índice é um "terceiro teste de confiança" da instituição após os planos que salvaram a Europa dos débitos nacionais e dos títulos "quantitative easing" (QE, flexibilização quantitativa).    

O programa de QE compra títulos de Estados que integram a zona do euro e tem como objetivo injetar dinheiro nas economias do bloco que adotam a moeda comum. No anúncio de hoje, o BCE anunciou um aumento de 60 bilhões de euros para 80 bilhões de euros a aquisição mensal de títulos em QE.    

O anúncio fez com que as Bolsas Europeias disparassem em seus índices. A Bolsa de Milão está apresentando alta de 4,4%, enquanto Paris opera em 3,2%, Madri em 2,2% e Frankfurt em 2,4%.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais