Barris de petróleo têm forte alta nesta segunda-feira

Os preços de barris de petróleo iniciaram as negociações da semana com forte alta. A valorização ocorre em meio à divulgação do relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) que prevê um reequilíbrio da oferta e da demanda de petróleo até 2017. Como consequência, a instituição acredita que os preços da commodity devem se recuperar. 

Às 10h05, o barril de Brent valia US$ 34,41, indicando crescimento de 4,24%. Já o barril de WTI tinha alta de 4,31%, a US$ 33,12. 

Às 10h25, o crescimento do produto do Mar do Norte era de 4,85%, a US$ 34,61. O produto do Texas avançava 5,01%, a US$ 33,34.

Às 13h03, o barril de Brent crescia 4,33%, valendo R$ 34,44. Já a produção de  WTI indicava valorização de 5,17%, a US$ 33,39.

Às 15h21, o petróleo do Mar do Norte avançava 5,09%, a US$ 34,68, ao mesmo tempo em que o WTI tinha alta de 5,70, comercializado a US$ 33,56. 

Às 16h46, o Brent subia 4,88, cotado a US$ 34,62, enquanto o petróleo do Texas avançava 4,79%, a US$ 33,27. 

Petróleos fecharam em queda na sexta-feira

Os preços dos barris de petróleo caíram nesta sexta-feira (19), refletindo a falta de confiança de investidores de que o pacto entre Arábia Saudita, Catar, Venezuela e Rússia para congelar sua produção realmente será posto em prática.

O ministro de Relações Exteriores da Arábia Saudita, Adel al-Jubeir, declarou que o país não estaria preparado para cortar a produção da commodity, colocando o acordo sob dúvidas.

O barril de Brent para entrega em abril fechou em baixa de 3,70% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 33,01.

Já o WTI fechou em baixa de 3,67%, cotado a US$ 29,64.