China destitui presidente de comissão reguladora das bolsas após crise

Xiao, foi substituído por Liu Shiyu, presidente do Banco Agrícola da China

 Depois de meses de turbulências nas bolsas chinesas e após o 'crash' do ano passado, neste sábado (20) o governo da China destituiu o presidente da comissão reguladora das bolsas de valores do país, Xiao Gang.

Segundo especialistas, a destituição de Xiao é resultado da pressão à qual se sente submetido o governo chinês, neste momento de dúvidas sobre a capacidade de Pequim em gerenciar sua economia.

A instabilidade das bolsas na China fez com que o índice de referência de Xangai, o principal indicador das bolsas chinesas, perdesse quase um quarto de seu valor no início deste ano.

Em 2015, a Bolsa de Xangai sofreu enormes quedas que a levaram a cair até um terço de seu valor durante o mês de julho, apesar de ter conseguido se recuperar durante o restante do ano.

Segundo a emissora de TV local, Xiao, de 57 anos, foi substituído por Liu Shiyu, presidente do Banco Agrícola da China.

Liu, engenheiro de formação, trabalhou em bancos estatais desde o fim dos anos 1980 e ocupou o cargo de vice-governador do Banco Popular da China, o banco central do país.

Xiao vinha sendo criticado pela falta de resultados no controle das bolsas. A comissão que ele presidia tentou deter as quedas com medidas como a proibição aos grandes acionistas de se desfazerem de seus títulos durante seis meses e introduzindo um novo mecanismo de 'circuit breaker' no mercado.