Bovespa opera em leve queda nesta quinta-feira

Dólar apresenta oscilação

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, apresenta recuo sutil nesta quinta-feira (18), com o novo rebaixamento da nota de crédito do país pela agência Standard and Poor’s freando os ativos de risco. 

A reação, apesar de negativa, é tida como moderada, pois o corte já era esperado pelo mercado doméstico, embora não se acreditasse que pudesse ocorrer já neste momento, tão próximo do rebaixamento anterior. 

Às 10h20, o índice teve queda de 0,43%, com 41.453 pontos. 

Às 10h28, a desvalorização foi de 0,11%, com 41.585 pontos.

Às 13h15, a queda era de 0,52%, com 41.416 pontos.

Às 14h24, o recuo era de 0,95%, com 41.236. No mesmo horário, os papeis ordinários da Petrobras oscilavam 3,54% para cima, valendo R$ 7,02. Já as ações preferenciais indicavam alta de 2,99%, cotadas a R$ 4,82.

Às 15h55, o índice recuava 0,38%, aos 41.474 pontos. 

Na quarta-feira (17), o Ibovespa fechou em alta pelo quarto pregão consecutivo, na esteira do avanço do preço do barril de petróleo e do impulso aos ativos de risco no mercado internacional.

Durante o dia, o índice chegou a operar em alta de mais de 3%, acompanhando as condições internacionais favoráveis, mas o crescimento foi freado pelo anúncio do novo rebaixamento da nota de crédito do Brasil pela agência Standard and Poor´s. No encerramento, a Bovespa registrou avanço de 1,67%, aos 41.630 pontos.

Cotação do dólar oscila nesta quinta

O dólar abriu as negociações com instabilidade nesta quinta-feira (18). Às 9h30, a moeda caía 0,4%, vendida a R$ 3,978. Já às 9h44, o dólar crescia 0,09%, a R$ 3,9877.

Às 9h59, a moeda voltou a bater acima dos R$ 4. O crescimento foi de 0,48%, valendo R$ 4,0033.

Às 13h18, o dólar avançava 0,86%, valendo R$ 4,0184.

Às 14h23, a alta era de 0,96%, com cotação de RS$ 4,0225.

Ações chinesas fecham em queda nesta quinta

As bolsas da China registraram recuo sutil no fechamento das sessões desta quinta-feira (18). Na véspera, o cenário era de otimismo no país após o anúncio de que o governo investiria 400 bilhões de yuans em obras de infraestrutura. No entanto, a alta das ações no país não se manteve.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,31%, a 3.053 pontos. O índice SSEC, em Xangai, desvalorizou 0,16%, a 2.862 pontos.

No restante da Ásia, as ações subiram estimuladas pelos ganhos do petróleo.

Em Tóquio, o índice Nikkei cresceu 2,28%, a 16.196 pontos. Em Hong Kong, o Hang Seng teve alta de 2,32%, a 19.363 pontos. Em Seul, o índice Kospi teve valorização de 1,32%, a 1.908 pontos. O Taiex, em Taiwan, avançou 1,22%, a 8.314 pontos. Em Cingapura, o índice Straits Times registrou alta de 1,67%, a 2.657 pontos.