'NYT': Dados oficiais aumentam preocupações sobre economia chinesa

Em 2015, economia apresentou crescimento mais lento desde 2009

Matéria publicada nesta terça-feira (19) no The New York Times, por Neil Gough, fala que o crescimento da China desacelerou ainda mais no ano passado, somando-se ao quadro econômico preocupante e inquietante para os investidores ao redor do mundo. A economia chinesa cresceu a um ritmo de 6,8 por cento no quarto trimestre, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira. 

Foi a menor expansão trimestral desde a crise financeira global em 2009.A incerteza sobre a economia chinesa, e a dúvida se o governo pode gerenciar uma desaceleração, vem pesando fortemente sobre os mercados globais nas últimas semanas. Os investidores, em parte, estão tentando determinar se a queda da China vai se espalhar, arrastando o resto do mundo para o declínio. Os dados mais recentes sobre a segunda maior economia do mundo não tranquilizaram os investidores do mundo todo. 

A taxa de crescimento trimestral foi menor que a prevista por analistas. Em 2015, a economia da China cresceu 6,9 por cento, um pouco abaixo da meta do governo, de 7 por cento. É um ritmo que seria de dar inveja a muitos países desenvolvidos. Mas representa a expansão mais lenta da China desde 1990. Depois de décadas de crescimento de dois dígitos, a economia chinesa está entrando em uma nova era, com crescimento mais moderado. Enquanto os líderes do governo afirmam estar confortáveis ??com essa mudança, a diminuição da taxa de crescimento cria uma série de desafios inesperados.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais