Menor crescimento chinês será benéfico para todos no longo prazo, diz Lagarde

Diretora do FMI apoiou estratégias da China durante discurso em Paris

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, disse nesta terça-feira (12) que o menor crescimento da economia chinesa irá beneficiar a todos no longo prazo, mesmo que neste momento esteja causando turbulência no mercado internacional, agitando o comércio global e enfraquecendo o preço das commodities.

"A China está reequilibrando sua economia, o que é bom e bastante legítimo", argumentou a economista durante conferência a banqueiros centrais em Paris. "É um esforço positivo no longo prazo, beneficiará a todos", completou.

Lagarde falou também sobre a política monetária dos Estados Unidos e apostou que o Federal Reserve continuará agindo de forma gradual para normalizar sua taxa de juros. Ela ressaltou, porém, que a divergência das políticas dos principais bancos centrais cria dificuldades para os mercados emergentes, pois alimenta a volatilidade do câmbio.

"Outra rodada de aversão global ao risco poderia levar a mais perdas em preços de commodities e depreciar taxas de câmbio", alertou a diretora do FMI, falando sobre a recente escalada do dólar frente às moedas emergentes.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais