Petróleos Brent e WTI em alta

Na véspera, commodity reverteu a tendência de queda no final do pregão

Os preços dos petróleos Brent e WTI sobem nesta terça-feira (15/12). Segundo analistas, ganhos poderão ser limitados pelo excesso de oferta e demanda fraca da commodity.

Às 9h50, o barril do Brent para entrega em janeiro, na Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, subia 1,76%, cotado a US$ 38,37.

Às 12h53, o Brent subia 2,12%, a US$ 38,92.

No mesmo horário, o petróleo Intermediário do Texas (WTI), para janeiro, no New York Mercantile Exchange (Nymex) avançava 1,83%, negociado a US$ 36,80.

Às 12h53, o WTI tinha alta de 1,75%, a US$ 36,34.

Às 13h35, o Brent subia 1,42%, a US$ 38,70, e o WTI subia 1,24%, a US$ 36,76.

Às 16h45, o Brent subia 2,95%, a US$ 39,28, e o WTI subia 3,19%, a US$ 37,47.  

Na segunda-feira, o petróleo reverteu a tendência de queda que marcou o início desta sessão e fechou sem tendência definida. Em Londres, o futuro do Brent ficou perto da estabilidade e o WTI, dos Estados Unidos, conseguiu encerrar o pregão em alta.

O barril do Brent para entrega em janeiro teve leve baixa de 0,02%, cotado a US$ 37,92 no International Exchange Futures (ICE). Na mínima do dia, o petróleo do Mar do norte foi a US$ 36,33.   

Já no Texas, o futuro do WTI terminou em alta de 1,94% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), cotado a US$ 36,31 - um repique técnico após uma sequência de seis quedas consecutivas. Na mínima do dia, o barril norte-americano foi a US$ 34,53. 

A saturação do mercado de petróleo continua ditando o mau desempenho da commodity. Na semana passada, a Agência Internacional de Energia (AIE) divulgou relatório apontando que o crescimento da demanda em 2016 será mais lento do que se previa. No dia 4 de dezembro, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) informou que não diminuiria seus níveis de produção.