Transpetro cancela construção de dois navios em Pernambuco

Subsidiária da Petrobras alega "descumprimento de cláusula contratual" de controladora

A Transpetro, subsidiária da Petrobras, cancelou dois contratos para a construção de navios de transporte de gás liquefeito de petróleo (GLP) que seriam construídos no estaleiro Vard Promar, em Pernambuco. 

De acordo com a estatal, a controladora do estaleiro descumpriu uma cláusula contratual. "Por descumprimento de cláusula contratual, a companhia deu início ao processo de rescisão de contrato dos dois últimos gaseiros da série de encomendas ao Vard Promar", disse a Petrobras. 

A controladora, que tem sede em Cingapura, afirma que buscará "compensação da Transpetro pelos danos relacionados aos contratos cancelados" e que a construção dos dois navios se encontra em estágio preliminar.