Bovespa opera em baixa, com possibilidade de Levy deixar o cargo

Na véspera, Bovespa recuou 1,04%,  puxada pelas ações da Petrobras

A Bovespa opera em baixa nesta sexta-feira (12/11), com rumores de que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, poderá deixar o governo se a meta de superávit primário fixada por ele para 2016 - de 0,7% do Produto Interno Bruto (PIB) - for zerada.

Às 10h50, o índice Ibovespa caía 0,19% aos 45.542,31 pontos.

Às 11h32, o Ibovespa recuava 0,56%, aos 45.3736 pontos.

Às 15h30, o índice tinha queda de 0,45% aos 45.390,64 pontos.

As ações da Vale têm a queda mais acentuada de mais de 3%, após a agência Moody´s ter cortado na véspera a nota da mineradora, para o último degrau do grau de investimento.

Na quinta-feira, a Bovespa fechou em queda de 1,04%, aos 45.630,70 pontos, puxada pelas  ações da Petrobras, que tiveram baixa de influenciada pelo rebaixamento da estatal promovido pela Moody's. A Petrobras ON e PN recuaram 2,75% e 2,61%, respectivamente. Já os papéis da Vale, que subiram 4,88% (ON) e 3,83% (PN), acompanhando as outras mineradoras do mercado internacional, mesmo em um dia de nova queda dos preços do minério de ferro.