Petróleos Brent e WTI operam em queda

Na véspera, commodity fechou em forte alta: Brent, a US$ 50,49; WTI, US$ 47,90

O barril do petróleo Brent para dezembro, na Intercontinental Exchange (ICE) de Londres opera em queda nesta quarta-feira (4/11). 

Às 5h26, o Brent caía 0,38%, cotado a US$ 50,27.

Às 12h52, o Brent recuava 1,18%, negociado a US$ 49,95.

O petróleo Intermediário do Texas (WTI) para dezembro também registra queda. 

Às 5h26, o preço do barril, recuava 0,29%, negociado a US$ 47,76.

Às 12h52, o WTI tinha queda de 0,88%, cotado a US$ 47,47.

Na terça-feira, os petróleos fecharam em forte alta, impulsionados tanto pela confiança dos mercados na China, segundo maior consumidor mundial da commodity, quanto por incertezas quanto à produção no Brasil e na Líbia.

Em Londres, o barril do Brent para entrega em dezembro subiu 3,48%, terminando a sessão cotado a US$ 50,49 no International Exchange Futures (ICE). É a primeira vez que o petróleo do Mar do Norte ultrapassa a barreira dos US$ 50 desde meados de outubro.

O Brent refletiu de maneira positiva o anúncio do presidente chinês Xi Jiping sobre o crescimento da China - que, segundo ele, deverá se manter em 6,5% até 2020.

Já nos Estados Unidos, o preço futuro do WTI, do Texas avançou 3,81% e fechou o dia a US$ 47,90. As operações da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex) repercutiram as reduções de produção no Brasil e na Líbia. Por aqui, preocupações sobre a greve dos petroleiros contribuiu para a cotação da commodity.