Petróleo opera em alta, após queda nos estoques nos EUA

Os contratos futuros do petróleo operam em alta nesta quinta-feira (30/7) após o dado semanal de estoques nos Estados Unidos mostrar queda. A informação gera a expectativa de que o excesso de oferta possa estar começando a cair no mercado.

Na quarta-feira, o Departamento de Energia dos EUA informou que os estoques de petróleo recuaram em 4,2 milhões de barris na semana passada, contrariando as expectativas dos analistas de estabilidade. A produção de petróleo dos EUA também caiu 145 mil barris ao dia, para 9,4 milhões de barris diários - a queda semanal foi a maior desde outubro de 2013.

Por volta das 7h45 (de Brasília), o petróleo para setembro subia 0,94%, a US$ 49,25 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), enquanto o petróleo Brent para setembro avançava 1,69%, a US$ 54,28 o barril na plataforma ICE, em Londres.

Os preços do petróleo vêm recuando fortemente em julho, com a produção constantemente alta nos EUA e com uma produção recorde de outros fornecedores, como a Arábia Saudita. Há ainda o temor de que a demanda desacelere mais, por causa de dias de fortes quedas nas ações na China. O país é o segundo maior consumidor de petróleo do mundo.