CMN muda limites e eleva juros do Programa de Sustentação ao Investimento

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou hoje (23) alterações nos limites de contratação de crédito em linhas passíveis de subsídio da União dentro do Programa de Sustentação ao Investimento (PSI).

A mudança foi feita para atender a novos tetos de contratação previstos no Plano Safra 2015/2016 – lançado em junho – e a uma solicitação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Segundo nota do Ministério da Fazenda, o banco de fomento pediu a ampliação do limite de financiamento da linha para compra de peças e componentes. A decisão do CMN também alterou a taxa de juros de uma das linhas de crédito.

Ao todo, 12 linhas de financiamento tiveram os limites de contratação alterados. Delas, oito tiveram o teto de crédito diminuído e quatro tiveram o limite ampliado. No caso da linha de crédito rural para micro, pequenas e médias empresas, a taxa de juros subiu de 7% para 7,5% ao ano.