Após escândalo contábil, CEO da Toshiba deixa cargo

O presidente-executivo da Toshiba, Hisao Tanaka, renunciou ao cargo nesta terça-feira (21) após revelações de que balanços da empresa japonesa foram inflados desde 2008 em um total de US$ 1,2 bilhão.

A companhia, gigante do setor de tecnologia, admitiu falhas nos resultados de várias divisões de negócio que enfrentavam dificuldades financeiras nos últimos anos. "Houve contabilidade inapropriada por algum tempo e nos desculpamos profundamente por causar problemas a nossos acionistas e stakeholders", disse a empresa, em um comunicado. O atual presidente do conselho, Masashi Muromachi, assumirá a direção da Toshiba.

As revelações foram feitas em um relatório produzido por um comitê de especialistas independentes e divulgado ontem (20). As falhas começaram durante a crise de 2008, quando gerentes passaram a inflar os números para conter metas impostas pelos executivos de alto escalão.