Merkel diz que é possível discutir novos alívios na dívida grega, mas vai continuar a negociar duro

A chanceler alemã, Angela Merkel, disse que é possível discutir nova redução nos juros e prazo maior para o pagamento da dívida grega. A líder fez estas indicações ao conceder entrevista à TV pública alemã ARD, neste domingo (19), dias após a Grécia aprovar a primeira parte das reformas exigidas pelos credores. 

Merkel disse que a ajuda de 85 bilhões de euros concedida à Grécia abre caminho para o país receber novo alívio de sua dívida. "Tivemos uma redução da dívida voluntária por parte dos credores privados e então estendemos os prazos a reduzimos os juros."

Entretanto, a chanceler deixou claro que vai continuar "negociando duro" para garantir que a Grécia cumpra os acordos, e que fará de tudo para que as negociações sejam concluídas com sucesso. "Isso certamente não vai ser fácil, porque há coisas que temos discutido com todos os governos gregos desde 2010 que nunca foram feitas, mas que foram feitas em outros países como Portugal e Irlanda", disse.

Merkel pediu rapidez nas negociações do novo pacote de resgate que será discutido, após a primeira revisão bem sucedida que liberou ajuda inicial à Grécia. "Agora podemos falar sobre essas possibilidades de novo."