Bovespa segue bolsas internacionais e encerra em alta de 0,21%, mas Vale lidera perdas

Seguindo altas no cenário internacional com notícias sobre a dívida grega, a Bovespa registrou ganhos nesta segunda-feira (22), de 0,21%, com 53.863 pontos, mesmo com a Vale liderando as perdas. Já os papéis da Petrobras tiveram leves ganhos, enquanto o destaque ficou com a Marfrig, que disparou após notícia de compra da Moy Park pela JBS.

Bolsas internacionais fecham em alta com foco na Grécia; dólar cai a R$ 3,08

O cenário externo esteve agitado com as expectativas da reunião em Bruxelas entre o primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, e credores europeus. Houve uma proposta do líder grego, que ofereceu 200 milhões de euros para fechar um pacto com os credores, mas ela não foi aceita. De qualquer maneira, a novidade já é vista pelos investidores como um progresso. 

>> Clique aqui para saber mais detalhes sobre a cotação das bolsas internacionais

As bolsas de Frankfurt, Paris e Londres encerraram o dia em alta, reagindo positivamente aos esforços da Grécia para evitar o calote. O DAX-30, índice alemão, teve alta de 3,81%, mesmo percentual de alta da bolsa parisiense, enquanto o mercado londrino subiu 1,72%.

Já o dólar registrou queda, de 0,66%, e encerrou o pregão cotado a R$ 3,0816 na venda e a R$ 3,0799 na compra. Nos Estados Unidos, a expectativa gira em torno da segunda e última revisão do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2015, que deve ser divulgado nesta quarta-feira (24). Na última estimativa, feita em 29 de maio, o Banco Central americano revisou o índice para queda de 0,7%. 

No cenário interno, previsão para inflação segue aumentando, assim como dívida externa

No Brasil, as estimativas divulgadas pelo Boletim Focus do Banco Central indicaram mais uma perspectiva de aumento na inflação anual, desta vez para 8,97%, ante número de 8,79% na semana anterior. O Banco Central também publicou panorama externo das contas brasileiras. 

>> Mercado financeiro prevê juros mais altos e retração da economia este ano

>> BC reduz projeção de déficit em contas externas para US$ 81 bilhões

O órgão reduziu a projeção de déficit em transações correntes, que são as compras e as vendas de mercadorias e serviços do país com o mundo. A estimativa passou de US$ 84 bilhões para US$ 81 bilhões este ano, mas aumentou a previsão da dívida externa no país em US$ 2,4 bilhões no mês de maio, na comparação com março. O valor deve chegar, assim, a US$ 351 bilhões.

>> BC projeta aumento da dívida externa para o mês de maio 

Vale lidera perdas com relatório, Petrobras tem leve alta e Marfrig dispara

Já no mercado financeiro, os papéis da Vale lideraram as perdas do Índice Bovespa (Ibovespa) nesta segunda-feira (22), mas não atrapalharam os ganhos do indicador. As ações ordinárias (VALE3) da mineradora encerraram com queda de 3,10% enquanto os preferenciais (VALE5) tiveram desvalorização de 2,87%. A empresa repercute relatório do banco Goldman Sachs, que diz que o minério de ferro segue movimento de queda abaixo de US$ 50 por tonelada. Na China, a cotação da commodity registrou queda. 

A Petrobras registrou alta no pregão de hoje, após perdas na última sexta-feira (19) com notícia de prisões pela Operação Lava Jato. Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, a empresa pode apresentar seu plano de negócios ainda este mês, na reunião do conselho no próximo dia 26. Os papéis ordinários (PETR3) da empresa tiveram alta de 0,28%, enquanto os preferenciais (PETR4) subiram 0,23%. 

>> Após anúncio de compra da Moy Park pela JBS, ações da Marfrig disparam na bolsa

O maior destaque, no entanto, ficou com a Marfrig (MRFG3), que disparou 12,42% no dia seguinte ao anúncio de compra da Moy Park pela JBS, com oferta no valor de US$ 1,5 bilhão. Os papéis da frigorífica encerraram cotados a R$ 5,43 e já vinham tendo fortes valorizações nos últimos pregões. 

A Moy Park é a maior produtora de carne de aves da Irlanda do Norte e uma das 15 maiores empresas de alimentos no Reino Unido. Com 14 unidades de processamento e industrialização na Irlanda do Norte, na Inglaterra, na França, na Holanda e na República da Irlanda, a empresa tem capacidade de processar 240 milhões de aves por ano, além de produzir cerca de 270 mil toneladas de alimentos por ano, e é uma das unidades de negócios da Marfrig.