Petrobras esclarece processo de reversão de provisão no valor de R$ 1,3 bi

Em comunicado, a Petrobras informou que provisionou, nas demonstrações contábeis de 2014, perdas para créditos com o setor elétrico para todos os casos em que não possuía garantias reais. A nota foi divulgada na noite desta quarta-feira (20) e diz ainda que "nas demonstrações contábeis revisadas do primeiro trimestre de 2015, a companhia informou sobre a reversão de parte dessas perdas no montante de R$ 1,3 bilhão".     

Segundo a petroleira, a reversão das perdas foi possibilitada por conta da adição de garantias reais, "cuja formalização se deu em 7 de maio de 2015, através do aditivo ao contrato de penhor em garantia de créditos oriundos da Conta de Desenvolvimento Energético – CDE".

"A assinatura do contrato formalizou a conclusão de um processo de negociação iniciado em março de 2015, portanto, no primeiro trimestre, e incorpora o reconhecimento pela Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL de novos valores a serem incluídos no Plano Anual de Combustíveis da Conta de Consumo de Combustíveis - CCC de 2016". 

"De acordo com o CPC 24 (correspondente ao International Accounting Standards - IAS 10) - Eventos Subsequentes, emitido pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis, os efeitos da conclusão desse processo, um evento subsequente de caráter modificativo e ocorrido antes da emissão das informações trimestrais, com complemento efetivo de garantias e consequente melhoria do crédito, foram reconhecidos nas demonstrações contábeis do primeiro trimestre de 2015", informa a nota.