Bovespa fecha em queda de 1,71%, puxada por ações da Petrobras

Já o dólar encerrou a sessão em alta, cotado a R$ 2,58

A Bovespa fechou em baixa de 1,71% nesta quinta-feira (4), aos 51.426 pontos, pressionada pela queda nas ações da Petrobras. Os papéis da estatal caíram mais de 4%, após a Moody's ter rebaixado a nota de crédito da companhia, medido pelo critério Baseline Credit Assessment (BCA), de Baa3 para Ba1, devido às investigações sobre alegações de corrupção.

Na semana, a bolsa acumula queda de 5,92% e no mês, de 5,86%. No ano, há leve valorização, de 0,16%.

Outra pressão negativa relevante no índice veio de BRF, em queda de mais de 2%. O Goldman Sachs rebaixou a recomendação para o papel de "compra" para "neutra".

Os papéis da Vale também caíram mais de 1%.

Já o dólar fechou em alta de 1,29%, cotado a R$ 2,58, após o Banco Central sinalizar que pode desacelerar o ritmo do aperto monetário.