Cai endividamento das famílias paulistanas, diz FecomercioSP

A quantidade de famílias paulistanas endividadas caiu em novembro, na comparação com outubro, informou hoje (1º) a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Segundo a federação, a proporção de famílias com dívidas caiu 1,5 ponto percentual, alcançando 43,8% dos entrevistados na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor. Foi o resultado mais baixo desde fevereiro de 2012.

De acordo com a FecomercioSP, a queda do nível de endividamento das famílias está relacionada ao cenário que aponta baixo crescimento econômico, inflação e juros em alta e menor crescimento da renda do consumidor. Estes fatores, segundo a entidade, têm deixado o consumidor mais cauteloso.

Do total de famílias entrevistadas, 10,7% têm contas em atraso, nível mais baixo registrado desde fevereiro de 2012.  Entre elas, 3,5% acreditam que não terão condições de pagar total ou parcialmente suas contas no próximo mês.

O cartão de crédito ainda é o principal tipo de dívida, utilizado por 67% das famílias entrevistadas. Em seguida aparecem o financiamento de carro (21,2%), os carnês (16,8%), o financiamento da casa (13,9%), o crédito pessoal (12,1%) e o cheque especial (6,3%).