Bovespa fecha o primeiro dia do mês em baixa

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em queda de 4,47% nesta segunda-feira (1). Durante a tarde o pregão já apresentava sinais de declínio. O cenário externo pressionou negativamente o pregão. O acordo da Oi para negociar a venda dos ativos da Portugal Telecom SGPS, a queda do petróleo e a expectativa de estagnação da indústria chinesa tiveram repercussão na bolsa de valores.  

Papéis ligados a commodities recuaram significativamente. As ações da Petrobras e da Vale registraram queda ao longo de todo o dia. Perto do fechamento da Bolsa de Valores, as ações das empresas caíram mais de 4%. Os papeis do Itaú e do Bradesco desvalorizaram em 4% e 5%, respectivamente. Nenhuma ação operava em alta no momento do fechamento.

O dólar também fechou o dia em baixa de 0,51% a R$ 2,5586. O resultado foi diferente da manhã de hoje, quando o câmbio se operava com estabilidade. A mínima do dia foi de R$ 2,5441. Já às Às 16h24, o dólar comercial caía 0,69%, a R$ 2,5525.