Sudeste lidera números da receita bruta, massa salarial e ocupação

A Região Sudeste é responsável pelas maiores participações nos totais nacionais da atividade de serviços: 65,8% (R$ 828,6  bilhões) da receita bruta, 66,5% (R$151,1 bilhões) da massa salarial paga e 60% (7,202 milhões) do pessoal ocupado. As informações estão na Pesquisa Anual de Serviços (PAS) 2012, divulgada hoje (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O maior salário médio mensal também foi registrado nessa região, 2,6 salários mínimos, enquanto a média estimada para o conjunto dos segmentos em todo o país era  2,3 salários mínimos.

Entre 2007 e 2012, a Região Sudeste foi responsável por 33,5 pontos percentuais dos 52,5% de crescimento real da receita bruta de serviços. Em relação à massa salarial, o Sudeste contribuiu com 40,6 pontos percentuais e de 25,4 pontos percentuais, respectivamente, frente a 62,6% e 44,3% de crescimento desses indicadores no país.

Apesar da grande concentração dessa atividade econômica no Sudeste, entre 2007 e 2012, a Região Centro-Oeste cresceu 63,1% em termos de receita bruta gerada pelas empresas de serviços e 55,6% em termos de número de pessoal ocupado. As regiões Norte e Nordeste cresceram 72,4% e 73,7% em relação à massa salarial, respectivamente.