Sistema de compra de crédito é ampliado em Cuba

Uma ampliação do sistema de crédito anunciada nesta terça-feira pelo governo cubano permitirá a compra a prazo de equipamentos de cozinha. A medida permite que os cubanos peçam empréstimos de até 100% do valor da compra de panelas elétricas, de arroz e pressão, entre outras, artigos que são vendidos no país a preços internacionais.    

Aleida Peña, dona de casa de 72 anos, disse que esta é uma reforma positiva, pois, de outra forma, não poderia comprar os utensílios. "Antes as coisas eram vendidas a prazo e a gente podia comprar qualquer coisa, ainda que, na verdade, ficássemos endividados", acrescentou.    

A decisão favorece uma grande parte da população, que tem, em sua maioria, salários equivalentes a cerca de US$ 30.    

Desde 2008, quando Raúl Castro assumiu a Presidência do país, estão sendo implantadas mudanças econômicas que visam a "atualizar" o socialismo na ilha.