Dubai derrota São Paulo e vai sediar Expo 2020

A cidade de São Paulo foi eliminada nesta quarta-feira da escolha da cidade sede da Exposição Universal de 2020 (Expo 2020), de acordo com informações do Birô Internacional de Exposições (BIE), responsável pela organização das exposições. A cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, foi a grande vencedora com 77 dos 163 votos. A votação começou por volta das 14h30 em Paris (11h30, no horário de Brasília).

A cidade de Ekaterinburg, na Rússia, teve 39 votos e Izmir, na Turquia, 33. “Os países membros do BIE votaram a favor de Dubai para sediar Expo 2020 e será a primeira cidade do Oriente Médio a sediar o evento”, disse a organização. Segundo o Birô, a cidade mostrou ter o melhor financiamento para as obras e tem planos ambiciosos para transformar a área do deserto “completamente vago em um oásis”.

A Exposição Mundial é o terceiro maior evento do mundo, atrás da Copa e da Olimpíada e é realizado a cada cinco anos. A última edição foi realizada em 2010, em Xangai (China), e recebeu 73 milhões de visitantes. A próxima será em Milão, na Itália, em 2015.

Candidatura

Na terça-feira, o prefeito de São Paulo, Fernando haddad, disse que "a disputa está muito acirrada”, durante entrevista coletiva, em Paris. Ele dizia acreditar, no entanto, que São Paulo tinha chances de sediar o evento.

“Modestíssima”, nas palavras do prefeito paulistano, a candidatura de São Paulo para sediar a Expo 2020 teve de fazer frente, durante toda a campanha, ao grande volume de dinheiro investido pelas outras três candidatas - sobretudo Dubai, apontada por alguns diplomatas brasileiros como a principal concorrente dos paulistanos. Haddad destacou, no entanto, que o projeto, herdado do anterior governo de Gilberto Kassab, tinha "grandes possiblidades de vencer" se passasse da primeira rodada de votações.

As exposições universais surgiram no século XIX para apresentar invenções e novidades nas áreas das ciências e tecnologia em geral. A candidatura de São Paulo tem como tema a "Força da Diversidade e Harmonia para o Crescimento".