Ibovespa fecha em queda de 1,02% com BB e Vale

O principal índice acionário da BM&FBovespa, o Ibovespa, fechou a sessão desta segunda-feira, 25, em queda com desempenho de Banco do Brasil e Vale. Com isso, a bolsa brasileira registrou desvalorização de 1,02%, aos 52.263 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 5.659 bilhões.

Entre as oscilações positivas em destaque na sessão estão os papéis da GOL (PN) que avançaram 3,66% e a GAFISA (ON) que apresentaram alta de 3,47%. Em contrapartida, entre os destaques negativos, estão os papéis da MMX MINER (ON), que recuaram 4,05% e LLX LOG (ON) a que apresentaram revés de 3,74%.

Na agenda de indicadores internos, a Fundação Getulio Vargas (FGV) publicou que o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) avançou 1,0% entre outubro e novembro de 2013, ao passar de 111,7 para 112,8 pontos. A evolução favorável no mês é, no entanto, insuficiente para compensar a perda observada em outubro (-2,2%), mantendo o índice abaixo da média histórica de 115,5 pontos pelo nono mês consecutivo.

E a Instituição revelou que o Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) de 22 de novembro de 2013 apresentou variação de 0,67%, 0,03 ponto percentual (p.p.) acima da taxa registrada na última divulgação.Além disso, o Banco Central divulgou o Boletim Focus, que na medição a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2014 permaneceu em 2,10%. Já para este ano, o prognóstico do PIB ficou em 2,50%.

Na Europa, as bolsas fecharam em alta com o FTSE 100 de Londres subindo 0,30% a 6.694,62 pontos. O DAX 30 de Frankfurt's teve alta de 0,88% a 9.299,95 pontos, enquanto o CAC 40, em Paris, avançou 0,55% a 4.301,97 pontos. Nos Estados Unidos, os compromissos de compra e venda de casas nos EUA voltaram a cair em outubro pelo quinto mês consecutivo, informou a Associação Nacional de Agentes Imobiliários (NAR). Em relação ao mês anterior a queda foi de 0,6% a 102,1 em dados corrigidos de variações sazonais, quando os analistas esperavam um avanço de 1,3%.