Investidores estrangeiros voltam ao Brasil

Medidasdo governo estimulam ingresso de recursos

As aplicações de investidores estrangeiros no Brasil foram responsáveis por um ingresso de US$ 7,19 bilhões em junho, investidos em renda fixa, o que surpreendeu o Banco Central. Esse montante era esperado para todo o segundo semestre. A volta dos investidores, que poderá colaborar para uma redução do valor do dólar no país, se deve em grande parte à redução do Imposto sobre Operação Financeira (IOF) para essas aplicações.

Antes da redução do tributo, a alíquota do IOF era de 6% e após 4 de junho, essa cobrança foi zerada. Outra medida que deverá repercutir sobre os investimentos estrangeiros foi a retirada também do IOF sobre investimentos em derivativos, anunciada no mês passado pelo Ministério da Fazenda. De acordo com o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Tulio Maciel, após a retirada do IOF para aplicações de estrangeiros em renda fixa, possa ter ocorrido uma recomposição das carteiras entre a renda fixa e variável, o que explica o ingresso dos recursos. Em julho, até o dia 19, outros US$ 1,74 bilhão ingressaram no país para este tipo de aplicação.

O ingresso de recursos estrangeiros em renda fixa compensa a saída de aplicações na Bolsa de Valores que em junho registrou uma saída de US$ 3,68 bilhões.  De acordo com informações do Banco Central, até o dia 19 deste mês, outros US$ 172 milhões saíram das aplicações em renda variável.